sábado, junho 30, 2007

Jornal


Sábado. Noite. Não vejo horas para estar contigo outra vez. Eu não estou. A minha alma está. 22h27. Ainda não te deitaste mas pouco falta. Estou ansioso. Qualquer acção que faças eu sustenho a respiração. Quando te sentas. Quando pegas em algo. Como agora. Vestes o pijama acendes o candeeiro e pegas num jornal. Sentada com as pernas esticadas na cama. Sou a almofada que te aconchega as costas. Sou o lençol que te cobre levemente. Pouco te toco. Só com carícias. Sempre com medo. Amor. Vais desfolhando o jornal à medida que vais lendo. Devagar. Sem pressas. Riste sozinha porque sujaste os dedos com a tinta do jornal. Mas não te importas e continuas. No teu jornal não há notícias. Recordas momentos. E imagina-los no jornal. Há algo que te faz lembrar de mim. Percebo isso pela maneira como sorris. É diferente. É um sorriso mais meigo. Nunca encontrei algo mais perfeito que o teu sorriso. Este. O teu. O do meu Amor. Neste jornal eu apareço em todas as páginas. Em todas as palavras. Em todas as letras. E isso deixa-te reconfortada. Acompanhada. Com se estivesse aí contigo. Nós. O sono vai entrando. Devagarinho. Fechas o jornal. Entreabro a janela. A rua acalmou. A noite espera que adormeças para ver um anjo a dormir. Eu também fico. Toda a noite. Sem limite de horas. A proteger-te de tudo. A proteger o meu Anjo. Até de manhã.

No jornal da vida, és o anúncio que a minha alma precisava.

21 comentários:

mensageira disse...

Adorei o teu final, reflecte numa frase tão pequena a ingenuidade do Amor, a essencia de um sentimento.

Beijo.

Putty Cat disse...

Belo na sua simplicidade!

Beijo

olga disse...

Gostei imenso do teu texto.
Voltarei mais vezes, com certeza!

Boa semana!*.*

p.s.- E, obrigada pela visita ao meu blog! :)

hematita disse...

Novamente ... felicito-te pelo post! Gosto da escrita. Frases curtas. Pontuadas. Acho que já to tinha dito, mas nunca é depois repetir. Um estilo de escrita que denota equilibrio e ponderação. Sem dúvida.

Quanto a mim... para quando novo post?
Para escrever c/ sentimento, é preciso sentir. É preciso viver o sentimento e saber o que se sente.
Os meus andam confusos. Nao consigo exprimi-los...
Mas para breve, acredito :)
Bjs

nok!tas disse...

Como é q é possível que uma simples pessoa preencha toda a nossa alma? Nesta tua simplicidade e magia descreves tão bem a essência da importância do amor, daquela pessoa q está sempre ao nosso lado e nos faz sonhar!


Beijinho *

Mafalda disse...

a emoção k consegues transmitir com a forma como escreves é notavel. muitos precisam de inumeras palavras, tu so precisas da simplicidade, e dakilo que realmente sentes.

muitos parabens, é smp a subir =)

****

marisa disse...

"A proteger-te de tudo. A proteger o meu Anjo. Até de manhã." ora aki esta um final tao simples como belo adorei o texto um abraço

disse...

Antes de mais, parabéns pelo blog!
Gostei especialmente de algumas postagens em particular!

Convido-o a visitar e porque não adicionar à lista de links laterais do seu blog:

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/

Obrigado!

Helia disse...

Simples... doces... cada palavra que usas tem o seu encanto. Transformas cada texto numa magia particular... como a tua noite...
Ofereces tanto nesta tua simplicidade... que chegamos ao ponto de sentir as palavras que escreves, na pele... arrepiando.

Gosto da forma como vês tudo...


Peço desculpa pela demora!
Beijos

I'm a Rebel disse...

Cada post teu é um desafio para ler. Não por ser complicado ou por ter palavras dificeis. Muito pelo contrario, pois utilizas a linguagem mais simples de todas, as palavras que expressam os sentiemtnos mais profundos que obtemos. E é por isso que cada post teu se torna num desafio. Pois a cada post teu, revelas algo mais daquilo que por aí vai dentro.
Encantas os demais com as pequenas e bonitas palavras que saem do teu ser :D

Gosto bstante! heeh

beijinho :D

Twlwyth disse...

Fiquei surpreendida com a tua forma de escrever. Gostei muito. Voltarei em breve. Espero que também voltes à cidade dos encontros. Beijo.

Anónimo disse...

Epah tu és do caraças! escreves mesmo bem! deves usar todas as partes do teu cérebro..! para quando um livro?!

vegetal disse...

Venho por este meio declarar que o blog "noite particular" foi considerado a primeira das sete maravilhas do nosso planeta, esta sondagem foi feita pela minha pessoa e por uma nobre empresa de sondagens. **

marisa disse...

anuncios destes nao sao primeira pagina todos os dias... beijo

Lurdes disse...

Que texto bonito! Cheira-me que os outros também são assim... mais tarde direi se sim!
Venho agradecer e retribuir a visita ao meu pink blog, e ao ler este texto um sentimento de solidão/saudade instalou-se sobre mim... não tenho um anjo da guarda a olhar assim por mim...

Beijinhos

Vegetal disse...

MUITOS PARABÉNS!!!!!!!!

mysticdream disse...

Muito bonito o que escreveste,bom domingo

Branca disse...

Todos nós gostamos de ter alguém a nos proteger dessa forma...
Que sorte a da pessoa que te acompanha...

Beijitos :)

Anni disse...

Sen dúvida...lindíssimo...
Comoveu-me o sentimento que emana em cada texto.
Parabéns pelo blog.
Até breve.

Azul disse...

Olá Mr. Blonde!

Gosto da serenidade que as tuas palavras transportam.

Gosto do sorriso terno que elas me despertam.

Beijo Meu
Azul

M.R. disse...

Interessante, no mínimo... *