sábado, março 31, 2007

Dança


Uma surpresa. Fecha os olhos. A orquestra está preparada. Os instrumentos afinados. Na sala onde estamos o chão é de madeira. Um dois três. Respiro fundo. Destapas-me os olhos com as mãos de fada. Tocam música de tango. Esperas por uma reacção minha enquanto me olhas. Não sei dançar. Mas tu ensinas-me. Dizes-me: não tenhas medo. Com um sorriso que me deixa mais leve. Basta isso. Os passos lentos que dás parece os de um anjo. Seguras-me na mão. Olhas-me nos olhos. Rio-me com vergonha. Baixo o olhar. Pedes para levantar a cabeça. Eu nem hesito. Sopras-me ao ouvido. Eu estou aqui. Seguro-te na cintura. E avançamos. Um. Dois. Três. A dança é lenta. Ou pelo menos assim parece. Seguras-me com calma mas sempre com o sorriso. Entro no ritmo. Dizes: Vês, é fácil. Amo-te. Abraço-te. Transpiras sensualidade. Com a flor que tens no cabelo. A minha alma abraça a tua. O espaço muda. Olho a volta e vejo-me contigo. Sozinhos. Junto a um banco. Ao pé da praia. O desenrolar das ondas lá ao fundo. Continuamos a dançar. O chão agora é areia. Não há orquestra. Não há som de passos. Mas não notamos. Dançamos mais duas ou três músicas. Depois paramos. Voltamos ao salão. Saímos de mão dada. Vamos ver o mar. Aconchegados um no outro. Na praia. Sentados no banco.

Na dança, as nossas almas juntam-se e somos um só.

12 comentários:

Mafalda disse...

adorei. esta escrito de uma forma tao delicada, tao sentida... e a foto, como ja tive oportunidade de te dizer, completa mt bem todo o ambiente k as tuas palavras conseguem transmitir por si só. eu xeguei a ver a sala k descreveste, e a praia...e ouvi os passos,e vi o afecto =)

parabens uma vez mais***

Cátia Fonseca disse...

Adorei a frase: " vês, é fácil"...tudo é mais fácil knd alguém nos completa, knd amamos, knd juntos somos 1...gostei das palavras, do enkuadramento da dança...bjokitas****

mensageira disse...

Ola, entao boa tarde.
Confesso que já cá tinha passado, mas que prometi a mim mesma cá passar outra vez, para te deixar uma palavrinha...
Não me levas a mal se te der uma opiniao construtiva?
entao é assim... (atençao, que esta é a minha opiniao) acho que fazes demasiadas pausas no texto, devias equilibrar um pouco, para as ideias fluirem, e fazer as pausas no momento certo. Pausas a mais também nos fazem perder um pouco o raciocinio. Mas gostei do desenvolvimento da historia, da combinaçao das palavras.

Até á próxima.

Beijo.

Putty Cat disse...

É sempre bom ser visitada por "caras novas" pelo que venho agradecer a tua visita no meu espaço.

Volta quando quiseres.
Eu decerto voltarei, porque gostei de "estacionar" por aqui. A vista é boa!

Beijos

PCat

hematita disse...

gostei muito... da história, da forma como escreves... parabéns!
A tua visita ao meu blog fez-me visitar o teu... e nao podia deixar de te deixar um comentário. Revi-me um pouco no teu blog, sobretudo na forma de escrever: frases curtas, linguagem simples... e sobretudo o saltar de espaços e ideias (pelo menos aparentemente) cativaram a minha leitura; ancoraram-me...
Voltarei cá mais vezes.
Mais uma vez, parabéns

Andreia Oliveira disse...

Olá!

Venho agradeçer o comentário ao meu blog! Prometo que quando tiver mais tempo passo por cá para estudar um pouco mais o teu espaço, hoje o tempo é escasso! Contudo tenho a dizer que a primeira impressão foi boa.

Cumprimentos

P.S: As consequências do aquecimento global já se fazem ver e muitas, e piores, ainda se irão mostrar e já são inevitáveis! Algo deve ser feito e não é hoje, mas "ontem"! Pelo futuro das gerações que se seguem.

nok!tas disse...

Simplesmente...Parabéns!

Os teus textos são qualquer coisa de espectacular =)
Cada palavra tua faz sentido, cada palavra tua entra na nossa mente e deixa-nos "delirados". Nem é preciso fechar os olhos para conseguirmos visualizar cada momento que transcreves para aqui!

beijinho *

P.S mais uma vez...Parabéns!

Estranha pessoa esta disse...

Sim senhor!
Li alguns dos textos, e tenho que te dar os parabéns!
emergem um sentir cheio.
Gosto disso.
De sentires cheios :)

E que estejas sempre de mãos dadas com o que te faz sorrir.

Abraço desassossegado para ti **

Azul disse...

Olá!

Vim agradecer e retribuir a tua visita e... que agradável surpresa este teu espaço.

Vou voltar com mais calma... quem sabe à noite...

Beijo

marisa disse...

adoro a dança e sensualidade k transmite k nos da e k recebemos e demais... o teu texto e delicioso... hummm dança e nao percas o ritmo beijo

Helia disse...

Juntam-se as almas... vive-se um sonho infinito.
A música toca...silenciosamente... nos corações destes amantes... que têm um Mundo inteiro pela frente... duas pessoas... uma vida repleta de amor.
Não existe negação aqui... tudo respira e transborda felicidade... enquanto a noite sorri para eles...

Beijo e
Até breve!

Intruja disse...

Bem, como em tudo na vida, tou aqui a mais. No entanto, e não obstante, queria deixar aqui o meu humilde comentário.
Pah, adoro quando tu dizes aquelas palavras entrelaçadas pelos pontos finais, a parte que eu mais gosto mesmo são os pontos finais!
Falando agora um pouco mais a sério, os pontos finais ficam muito bem onde estão, marcam a pausa que é necessária para a nossa alma respirar e voar. Continua com o bom trabalho, espero ver aqui um texto dedicado ao intruja, que é o sujeito que está em todo o lado sem ser chamado, mas que apesar dessa particularidade não passa dum pequeno grande anormal que vagueia ao sabor do amor. Abraços